Plantação de Couve Lombardo

Atualizado: 6 de abr. de 2021


Iniciamos a plantação de Couve Lombardo em Novembro. Optamos pela variedade Melissa, que dá um Lombardo verde escuro, muito frisado, bem ao nosso gosto.

Utilizamos uma plantadora de 2 linhas com compasso de 55x42. Para esta operação alocamos 3 pessoas: o tratorista e dois operadores de linha, sentados na alfaia. Idealmente um adicional, apeado para amontoar e retranchar eventuais falhas.

Armamos a cultura em camalhões de 1 m de largura, o que confere maior proteção contra encharcamentos prováveis nas culturas de outono/inverno.



Couve Lombardo

Época: Todo o ano

Compasso habitual de plantação (cm): 50x 50

Ciclo: – 28 a 36 semanas dependendo da época do ano


Cuidados culturais

Membro da família dos repolhos, a couve tem as folhas arredondadas e é um vegetal que cresce melhor em clima frio. Na verdade, a exposição a geadas até melhora seu sabor. Resistem bem às geadas.

Embora as regas não devam ser frequentes, devem ser abundantes, já que as suas folhas grandes evaporam uma grande quantidade de água. Convém evitar a rega após a plantação, para favorecer o enraizamento profundo das plantas.


A couve é uma cultura muito fácil, mas esgotante dos nutrientes do solo, convém efectuar rotações culturais com solanáceas, por exemplo.


Combater as infestantes através de mondas, nas primeiras fases da cultura.



Valor nutricional e propriedades medicinais

Excelente fonte de vitamina C e beta-caroteno, que o corpo humano transforma em vitamina A.


Uma chávena de couve contém o dobro das necessidades diárias desses nutrientes. Outros nutrientes encontrados numa chávena de couve são 5mg de vitamina E, 30 mcg (microgramas) de folato, 135 mg de cálcio, 2 mg de ferro e 450 mg de potássio. Também fornece mais de 1g de fibras com apenas 50 calorias, o que torna a couve um alimento muito nutritivo, altamente recomendado para quem se preocupa com o peso.


Além disso, a couve contém mais ferro e cálcio que quase qualquer outra verdura; O alto teor de vitamina C aumenta a capacidade de absorção destes minerais pelo organismo. Servir couve com molho de limão ou com outras frutas cítricas na mesma refeição acelera a absorção de ferro e cálcio.


Os bioflavonóides, carotenóides e outros componentes que combatem o cancro estão presentes em grande quantidade na couve. Ela também contém indóis, compostos que podem diminuir o potencial cancerígeno do estrogénio e induzir a produção de enzimas que protegem contra doenças.


O modo tradicional de comer couve é cozida. Para preservar as vitaminas A e C, devemos cozinhá-la rapidamente com pouca água. Pode ser cozida no vapor, picada e refogada com outros legumes ou verduras, ou cozida em caldo para uma deliciosa sopa. A couve encolhe consideravelmente durante o cozimento; são necessárias 3 chávenas de couve crua para se obter 1 chávena dela cozida.




41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo